quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

"ENTREVISTAS" - ÉRICO MALAGOLI

Fala galera !!!

Para inaugurar o Blog em 2012, iremos levar até vocês, uma entrevista exclusiva com Érico Malagoli, da empresa Malagoli Captadores, realizada no final de 2011. Um bate-papo descontraído, onde o Érico nos contou um pouco da história, filosofia e processo de fabricação da Malagoli.

Se ajeite na cadeira, arrume algo para beber e conheça um pouco mais sobre uma empresa séria e que acima de tudo coloca o músico e a música em 1º lugar.

(OBS.: Ao Érico minhas sinceras desculpas pela demora na postagem da entrevista concedida, vide post anterior)

DIY - Vamos começar falando um pouco sobre a Malagoli.

Érico Malagoli - A  Malagoli é uma empresa nacional, presente no mercado há 46 anos, nos dedicando sempre ao desenvolvimento e fabricação de captadores para instrumentos musicais.
Todas as etapas de fabricação são 100% artesanais e os principais componentes (imã, fio de cobre, etc.) vem exatamente dos mesmos fornecedores de empresas como Gibson, Fender, Seymour Duncan, Di Marzio, Van Zandt, etc. Isso nos permite fabricar no Brasil um produto com a mesma qualidade dos fabricados nos EUA.

DIY - Vocês já fabricam captadores há um certo tempo. Como e quando foi fundada a Malagoli?

Érico Malagoli - A história é interessante. Nos anos 60, havia uma banda no bairro da Pompéia, chamada The Thicks. Por falta de condições, dois dos integrantes, Carlos e José Malagoli, começaram construindo seus próprios instrumentos. Em seguida, passaram à vender guitarras aos seus amigos, e por fim, à produzir os próprios captadores. Com a procura por essas peças, a produção de guitarras foi desativada e os captadores se tornaram o principal produto da empresa.
Nos anos 70/80 a empresa se tornou muito conhecida pelos pedais Sound.

(Pedal Sound ES-3 - Wah, volume, repetidor, sirene, tudo em um único pedal)

DIY - A Malagoli tem um dos melhores custo x benefício do mercado nacional.Como fazer para unir produtos de qualidade com preço justo?

Érico Malagoli - Nossa matéria-prima vem do mesmo fornecedor da Seymour Duncan, por exemplo. Pagamos mais caro nela, porque compramos em menor quantidade além de, frete e imposto. Não abrimos mão da qualidade. Então, por que nosso captador fica mais barato? Simples, porque temos uma margem de lucro muito menor. Cobramos apenas o que deve ser cobrado. Em instrumentos musicais, assim como em qualquer tipo de produto, quando se adquire um produto de marca renomada no mercado, muitas vezes, uma boa parte do valor, refere-se ao custo da "grife", do nome dessa marca.

DIY - A Malagoli faz assistência técnica autorizada para Fender e Gibson. Como surgiu essa parceria?

Érico Malagoli - Sempre fizemos manutenção em captadores de todas as marcas. Então, um dia fomos procurados para sermos a única assistência técnica dos pickups Fender no Brasil, para isso tivemos que obter, a mesma matéria-prima, especificações, maquinário, etc. A Gibson veio na sequência com a mesma proposta.
O interessante é que clientes de outros países, nos mandam captadores dessas marcas para manutenção.

(Singles saindo do forno)

DIY - Os captadores Malagoli são baseados nos mais famosos captadores. O que leva à escolha de um modelo?

Érico Malagoli - Geralmente é o mercado que nos cobra determinados modelos. Alguns clientes nos contatam pedindo um ou outro modelo que ainda não fabricamos e, como sempre procuramos atender à todos nossos clientes, invariavelmente isso acaba resultando em novos produtos.
Há também, muita pesquisa com consumidores, especialmente em nosso Blog e redes sociais. (Links no final da entrevista)

DIY - Isso nos remete à próxima pergunta. É inegável que, com a chegada da internet e a facilidade de acesso à produtos e, principalmente informação, tenham feito com que, principalmente os guitarristas, deem um "up" no seu instrumento, começando geralmente pela troca de captação. De que forma essa "informação" toda beneficia ou atrapalha quem fabrica produtos como os da Malagoli?

Érico Malagoli - Realmente, isso beneficia todo o mercado. Aos fabricantes que, por terem um contato direto com os clientes e aos músicos que, devido à este contato e à concorrência, podem ter acesso à produtos melhores e com bom custo x benefício, além de um suporte mais ágil. É um canal importante também para divulgar produtos e promoções.
Lógico que nem todas as empresa utilizam estes canais, mas isso é uma tendência e neste cenário as empresas devem oferecer nada menos que o melhor. Qualquer pensamento diferente deste, certamente não encontrará espaço no mercado em um futuro próximo. Na Malagoli, muito além de vender captadores, oferecemos timbre e um serviço de consultoria antes e depois da compra.

(Érico Malagoli, Rui Luís e Carlos A.Malagoli)

DIY - Além da linha de captadores, quais outros produtos são fabricados pela Malagoli?

Érico Malagoli - O nosso carro chefe é a fabricação de captadores para guitarra, baixo, violão, etc., mas além disso, fabricamos alguns modelos de trêmolos, pontes e outros acessórios. Temos também uma linha completa de produtos fabricados na Coréia com a marca M.Designed. Fora isso, temos ainda um desenvolvimento de produtos inéditos, como por exemplo, o Multi-Tone e Multi-Strato.

DIY - Fale-nos um pouco sobre o sistema Multi-Tone e Multi-Strato.

Érico Malagoli - Estes são dois produtos realmente originais, que você só encontra na Malagoli. O Multi-Tone possui três captadores single-coil, modelo Custom Alnico Blues e um sistema de combinação de captadores que propícia 9 timbres diferentes, desde um timbre puro de strato blueseira, até um timbre nervoso de humbucker alto ganho, tendo inclusive uma opção Tri-bucker com 20,5K, ou seja, é super versátil. Dá para tocar qualquer estilo.
O Multi-Strato possui três captadores com um processo especial de bobinamento, onde cada captador possui 5 bobinamentos diferentes, o que significa 5 timbres por captador, totalizando assim 25 timbres na guitarra. Todos timbres diferentes de strato. É como ter 5 strato diferentes, uma de timbre bem magro, uma anos 50, uma anos 60, uma para blues e uma para rock pesado.

(Bobinamento)

(Linha de Montagem)

DIY - Vocês tem um contato muito direto com o consumidor, o que acho extremamente importante. Esse tratamento com o cliente é um dos pontos-chave do sucesso da Malagoli?

Érico Malagoli - Com certeza, prezamos muito este contato. Como falamos anteriormente, nos baseamos neste relacionamento para lançamento de produtos e para ouvir o que o cliente tem à dizer.

DIY - Novidades e projetos para o futuro?

Érico Malagoli - Sim, temos muitas novidades já em desenvolvimento. Por exemplo? Mais modelos Humbucker em formato de Singles, ativos, noiseless, etc.

DIY - Para finalizar. Por que utilizar produtos Malagoli?

Érico Malagoli - Porque são produtos feitos por músicos, para músicos. Além da tradição, confiança, fabricação, atendimento e muitas outras razões.

Agradeço de coração, ao Érico Malagoli por toda a atenção que nos deu para que essa entrevista fosse realizada, abaixo links para contato com a empresa.

CONTATOS:

e-mail: erico@malagoli.com.br
FCC: http://forum.cifraclub.com.br/forum/3/149305/ (Tópico sobre perguntas/respostas captadores Malagoli)

Espero que tenham curtido mais essa entrevista.

Grande abraço !!!

RETOMANDO O BLOG EM 2012 !!!

Fala galera,

Após uma longa temporada sem postar nada aqui no Blog, (devido à todos os tipos de problemas que um ser humano pode ter: saúde, financeiro, familiar, profissional, etc.) estarei retornando às postagens.

Minhas sinceras desculpas à todos que frequentam e visitam, mesmo que esporadicamente, à esse tempo todo sem postagens. Estou com muito material para postar e com muitas novidades.

Irei iniciar 2012 com uma entrevista que me foi concedida no final de 2011 pelo Érico, dono da Malagoli. No próximo post, vocês poderão conhecer um pouco mais sobre a empresa de captadores e acessórios Malagoli.

Grande abraço à todos!!!